Aventuras de Pedro Malasartes

 

Compiladas por Luiz da Câmara Cascudo

 

 

 

 

 

Pedro Malasartes comprou uma panelinha nova para cozinhar quando viajasse.
Na primeira viagem que fez levou a panelinha e preparava seu almoço, já abrindo a fervura, quando ouviu o tropel de um comboio que carregava algodão. 

Mais que depressa cavou um buraco, colocou todas as brasas e tições, cobrindo de areia, e pôs a panela por cima, fervendo. 

Os comboieiros que iam passando ficaram admirados de ver uma panela ferver sem haver fogo.
Pararam, discutiram e perguntaram se Malasartes a queria vender por bom dinheiro.
O sabidão fez-se muito rogado, dizendo ter adquirido aquele objeto em terras distantes.
Terminou vendendo a panelinha. Os comboieiros seguiram jornada, muito satisfeitos da compra.
No outro dia verificaram ser mais um logro do endiabrado rapaz.

Entrou por uma porta e saiu por outra.
Quem quiser que conte outra

 

Voltar