Bruxa

Minha bruxa é brasileira!
Mora no meio do mato,
não usa tênis; de fato,
no pé, nem mesmo sapato.

Jamais provou coca-cola;
no inglês, a língua enrola;
nunca mascou um chiclete;
vírus não pôs na Internet.

Fuma cigarro de palha;
estranho pó, não espalha;
desconhece o tal do antraz;
de maldade, é incapaz.

Não possui televisão;
bombas, só no São João;
nunca o braço fez asneiras,
minha bruxa é brasileira!

Jamais viu homens na lua,
nem sacrifícios de rua;
nunca voou em vassouras,
só sua "cuca", alto, voa.

Não remexe o caldeirão,
jamais teve a intenção.
Fogo só lhe sai das mãos,
em direção ao fogão.

Não separa as bandeiras...
Ela é mesmo brasileira!

Maria da Graça Almeida
Página formatada em 19 abr 2005

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

voltar