TROVAS
Para os meus Ursinhos Queridos...

Prá usar no baile da vida
um par de brincos ganhei.
Dei nome à jóia tão linda:
Fernando e Carlos chamei.

Prá toilete completar
à vida um pedido eu fiz:
Eu quero agora um colar.
Será a Júlia Beatriz.

Esta linda bonequinha
de todas, a que eu mais quis,
é minha doce filhinha:
Chama-se Júlia Beatriz...

Eu queria uma filhinha
prá ser minha companheira.
Rendas, chapéus, bonequinha...
Pobre da minha carteira...

Este menino danado,
parece mais um capeta.
Está todo endiabrado
correndo atrás da chupeta.

- Fernandinho quer chupeta
porque é criança, é neném...
Responde o Carlos: - Pepeta
rapaz vai querer também...

O meu lindo caçulinha
tem um gênio de amargar...
Se eu demoro com a papinha
joga-se ao chão a chorar...

Com os cabelos polvilhados
do mais puro ouro em pó
- minhas crianças douradas...
Nunca mais eu fiquei só!

>

Saudade...
Saudade do tempo em que íamos ao cinema assistir Xuxa e os Trapalhões...
Saudade do sorriso fácil e da alegria dos seus olhinhos que dependia somente de um sorvete, um doce, um passeio qualquer...
Saudade das brincadeiras na beira da praia, do aconchego de um lar feliz...
Saudade das festas de Natal, dos primeiros acordes ao piano, dos passos de balé, das competições de natação, das conquistas na escola...

Saudade...
Saudade de um tempo em que todos estavam ao nosso lado, sem doenças, sem mortes, sem rugas e sem dores...

Saudade...
Talvez, algum dia, também eu venha a ter saudade das vitórias e lutas, do estressante despontar da vida profissional, dos namoros, do transformar das crianças em adultos prontos para atuar na vida e no mundo.

Saudade...
Um dia a saudade será de vocês, desses pais amantes que transformaram a felicidade dos seus três ursinhos na meta de sua vida...

Maux
Página formatada em 16 abr 2005

 

 

 

Voltar