Meus Sonhos

Espalhei meus sonhos aos seus pés.
Pisa com leveza e com certeza.
Qualquer descuido seu e vai pisar
num sonho meu, num sonho meu...

Não que eu tenha medo dos seus passos.
Eu sei: são de clareza e de certeza;
mas faça seu caminho sem pisar 
num sonho meu, num sonho meu...

Acontece que o meu sonho 
quando quebra vira mágoa,
e esta mágoa no meu peito 
pode ser a gota d'água.

Um sonho, um sonho meu...
Um sonho, um sonho meu...
Mais um sonho... Um sonho meu...

Esta é a história dos meus sonhos,
tantos coloridos sonhos
...
Grandiosos, servis, imorais ou banais,
esperanças acordadas, certas ou erradas,
 tresloucadas de criança...

Roberto e Erasmo Carlos

 



Voltar