MULHER

Você é excedível. Dizem que Deus, ao fazê-la, guardou sua forma e fórmula.

Não interessa como transcorreu a feitura; o essencial foi o sopro que fez cintilar nestes olhos a luz radiante da vida, que colocou nestes lábios este sorriso encantador, que ondulou seus cabelos e atirou-os para trás - e criou o todo: só para servir de tentação.

A perfeição fica a desejar-lhe. A ternura, o afago e resplendência da sua aura engrandece-lhe.

Você foi moldada para encher de alegria as horas tristes; de compreender nas situações incompreensíveis e de trazer esperança nos momentos de desespero.

O seu cheiro e o seu sabor têm tudo a ver com a realidade da existência. O mimo na fala, a maneira no andar e a delicadeza no trato cativam.

Musa inspiradora. Romances, poemas, contos, dramas e tudo que se escreve e edita, a sua descrição é inserida e envolvida na sutileza das histórias, até nas preces, lamentações e músicas, sua postura é marcante, inconfundível e endeusada.

O júbilo da sua presença ocorre no momento de transição, quando o coração está esmorecido e a alma aflita, ou, quando o coração está prazenteiro e a alma complacente. Deleite... Viemos de você.

Edival da Silva Castro
Crônica enviada gentilmente pelo autor

Envie esta página para:

Digite o seu e-mail

Coloque seu nome

E-mail de quem a receberá

 

voltar