SOLIDÃO

Detesto os dias vazios... em que toda esta beleza por ai, para mim é vã... porque alguém está longe... mais longe do que sempre...

Não consigo compreender o mistério da presença impalpável... que ilumina tudo... cuja força parece maior quando a sua falta mergulha tudo no caos, na escuridão...

Odaisa Frota - "Pétalas de Rosas"
Transcrito do Jornal "A Cidade" - 1961
Fonte: "Piquete dos meus Amores" - Palmyro Masiero

 

Página formatada em 11 ago 2004

Envie esta página para:

Digite o seu e-mail

Coloque seu nome

E-mail de quem a receberá

 

voltar