Visão Juvenil

Sentado, ali, na pedra
imóvel, insensível
às variações do tempo,
ele observa o astro
que, dia após dia,
vê ser depositado,
ao longe,
nas montanhas.

Sentado, ali,  na pedra,
vê as tonalidades avermelhadas
no céu pintadas,
e acredita ser mensagem.
Ele admira a paisagem,
mas sabe que um dia
tudo pode acabar.

Sentado, ali, na pedra,
parado,
sente-se frustrado
por só ver o Sol se pôr.
Sem fazer idéia
que só basta o corpo girar
e o “nascer do Sol”... contemplar!

Carlos Roberto dos Reis

 

Envie esta página para:

Digite o seu e-mail

Coloque seu nome

E-mail de quem a receberá

 

 

Voltar