Ciranda

Ciranda.
Enquanto girava a roda
nesta ciranda criança,
"o anel que tu me deste
era vidro e se quebrou;
o amor que tu me tinhas
era pouco e se acabou..."


Ana Maria de Gouvêa (A.G.)
Página formatada em 26 jul 2004

 

 

Envie esta página para:

Digite o seu e-mail

Coloque seu nome

E-mail de quem a receberá

 

voltar