Mantiqueira
(a quem bem te queira...)
 
Mantiqueira, serra que chora em cachoeiras, cascatas.
Por detrás daquelas matas escoa vida, vida afora...

Aos pés de suas montanhas eu também choro emoção,
de um tempo nas entranhas, nítidos matizes no coração.

São lembranças de criança, esperança no porvir:
viagens estonteantes, passeios emocionantes
e a vida a fluir...

Encurtando distâncias, caminhando em suas trilhas,
os pensamentos vagueiam, caminhando muitas milhas...

Sonhos irreverentes povoam nossas mentes.
Mantiqueira companheira, fiel, amiga por inteira.
Na divisa de Estados a paisagem altaneira:
samambaias, ipês, avencas, flores em lindas pencas...
 O vislumbre de seus prados a se impor, ó Mantiqueira!

Nas curvas da estrada, o zig-zag constante.
O perigo incessante, que viajores cansados
enfrentam a todo instante.
A paisagem enriquecida, flora e  fauna do local,
é deveras muito linda, chega a ser fenomenal!

A neblina recobrindo o entorno da floresta
faz vibrar os nossos olhos na miragem inconteste.
Simples caminhantes errantes, ao longo de toda a estrada,
demonstram força constante no empenho da jornada.

Lá de cima se avista a pequenina cidade.
É Piquete, linda menina, que me traz grande saudade...
É mesmo deslumbrante, paisagem emocionante!
Mantiqueira,serra querida.
Faz parte de minha vida! 

Lea Caetano Florentino

Envie esta página para:

Digite o seu e-mail

Coloque seu nome

E-mail de quem a receberá

 

 

Voltar