ADEUS, POETA
(Para Mário Câmara Vieira, com muita saudade)

- "Mais do que filha", poeta me disseste,
balbuciante, do teu leito de dor.
Mais do que um pai, prá mim, tu sempre foste.
Muitos versos trocamos com amor.

Acompanhamos todos, irmanados
o teu olhar tão terno, a se apagar.
Naquelas horas tristes, abraçados,
foi o teu sorriso, a luz a nos guiar.

Transmutaste em fé, teu sofrimento,
a tudo suportando calmo e bem sereno,
 legando-nos a paz, por sentimento.

Ainda vives, poeta, agora eu o sei
- e isto me é um pensamento ameno -
com certeza, nos netos que eu te dei!


Autora: Mª Auxiliadora Mota G. Vieira (Maux)
"Poemas de uma Vida"
Página formatada em 26 fev 2006

  

 

 

Voltar

Envie esta página para:

Digite o seu e-mail

Coloque seu nome

E-mail de quem a receberá