Dezoito Anos

Eis que arrebenta nele a primavera,
com mil perfumes, flores multicores.
Eis que a vida lhe é linda quimera.
Não lhe acenam derrotas, prantos, dores.

Dezoito anos de vida - é só beleza!
Traçando seu destino grandioso
seguirá seu caminho, com certeza,
inteligente, meigo e tão formoso.

CARLOS METON - conquistas tem vivido.
Dezoito anos plenos de vitórias
- prá nós é só um bebê muito querido...

CARLOS METON - versátil, tão valente...
Ainda viverá muitas histórias.
Por certo a estrada lhe será brilhante!

Autora: Mª Auxiliadora Mota G. Vieira (Maux)
"Poemas de uma Vida"
Poema composto em 29 set 1994
Página formatada em 13 mar 2005

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Voltar