JÚLIA BEATRIZ

Dois filhos só, descontente,
sonhava com uma filhinha.
Deus me mandou de presente
ESTA LINDA BONEQUINHA.

Bonecas tive em menina,
bonecas lindas, gentis...
Mas é esta pequenina
DE TODAS, A QUE EU MAIS QUIS.

Mimoso o rosto perfeito;
tão linda é a sua boquinha.
Não há nela um só defeito:
É MINHA DOCE FILHINHA.

Nada eu posso reclamar;
na vida, só fui feliz.
Quem chegou prá completar
CHAMA-SE JÚLIA BEATRIZ.  

ESTA LINDA BONEQUINHA,
DE TODAS A QUE EU MAIS QUIS,
É MINHA DOCE FILHINHA:
CHAMA-SE JÚLIA BEATRIZ.

Autora: Mª Auxiliadora Mota G. Vieira (Maux)
"Poemas de uma Vida"
Página formatada em 31 mar 2003


     

 

Voltar