Não Querer Amar

É o não querer amar um desistir da vida,
por medo de sofrer, por temor de chorar.
É abandonar os sonhos prá não ver perdida
a ilusão tão linda e a doçura amargar...


É o não querer amar a maior covardia,
que um ser inconseqüente pode a si cometer.
Privar-se do destino! É fugir da alegria
de sorrir, de vibrar - prá não ter que esquecer...

É o não querer amar por temor de perder,
o mesmo que pedir ao Sol prá não brilhar,
pois a Noite virá prá o Dia escurecer...

É impedir da rosa o seu desabrochar;
da criança a crescer o sorriso apagar...
Do coração pulsante  o impulso bloquear...


Autora: Mª Auxiliadora Mota G. Vieira (Maux)
"Poemas de uma Vida"
Página formatada em 12 mar 2005

 

Voltar