<

  A ÚLTIMA FESTA
(Para a Júlia Beatriz)


Seria a última festa do meu casarão...
Não resta nem um quadro, sequer um móvel só, 
e ele mesmo, em breve, reverterá ao pó.

Seria a última festa do meu casarão...
Onde nasceste, cresceste e reviveste a história
das cinco gerações que por ali passaram.

Seria a última festa do meu casarão...
 A tristeza, a lembrança, a dor da despedida.
A renovação, o sorriso, vida que principia!

Teus quinze anos, filha,
e eu queria a festa no meu casarão...

Teus quinze anos hoje e um sentimento surge:
Saudade do vovô  que não ficou prá valsa,
mas prá sempre presente em nosso coração...

Autora: Mª Auxiliadora Mota G. Vieira (Maux)
"Poemas de uma Vida"
Página formatada em 02 nov 2003

 

 

 

 

 

Voltar