O ÚLTIMO POEMA

Um último poema prá você
eu queria compor...
Eu queria e não pude.
Não soube escrever...
Um poema sem rima
e até sem razão.
Um último poema prá você,
sem nenhuma ilusão
e, até sem porque.
Um poema de amor.

Mas que amor?
Amor nunca houve!
Eu apenas sonhei.
Eu sempre esperei
o que nunca foi meu,
o que nunca existiu!...
Um último poema prá você
eu não pude escrever...
Um poema de que?
Um poema prá que,
se o que eu quero não tenho?
Se o que espero não vem?

Um último poema prá você
eu queria compor.
Eu queria e não pude.
Não soube escrever.
Um último poema prá você
não teria razão;
não teria porque.
Sem amor, sem você,
só um poema de dor
eu poderia compor.

Um último poema prá você
eu queria escrever.
Mas... não sei mais compor.
Um poema de que?
Um poema prá que
se eu não tenho você?

Autora: Mª Auxiliadora Mota G. Vieira (Maux)
"Poemas Adolescentes"
Página formatada em 02 mar 2003

 

 

 

 

Voltar

Envie esta página para:

Digite o seu e-mail

Coloque seu nome

E-mail de quem a receberá