Esta vida... Este sonho...

Quimeras de menina, idealizei um dia,
um lar perfeito, filhos; um crescer constante.
Viver com muito amor a espargir alegria;
salpicar de ternura; me doar, amante.

Segui por uma estrada, às vezes, tortuosa.
Enfrentei tempestades - me afoguei em pranto...
Sempre, em meio à procela eu pude, venturosa,
apoiar-me em teu braço, no teu forte encanto.

Nós somos cinco hoje; muitos mais seremos.
A ternura floresce; este amor frutifica.
Engrossando as raízes, juntos seguiremos...

Comovida e feliz, uma certeza eu tenho:
- da esperança mais linda, da ilusão mais rica -
a nossa realidade suplantou meu sonho!...

Autora: Mª Auxiliadora Mota G. Vieira (Maux)
"Poemas de uma Vida"
Página formatada em 26 fev 2006

 

Voltar

Envie esta página para:

Digite o seu e-mail

Coloque seu nome

E-mail de quem a receberá