Ode à Tia Yvonne

Sabemos que Deus ama a todos igualmente
porém, seus dons os concede seletivamente.
À Tia Yvonne deu o dom da alegre inteligência
plena de afeto e de amorosa persistência.

Sempre falar com ela foi uma celebração,
momentos plenos de alegria e emoção.
Uma conversa sem pressa, contínua, fluída
fazendo a pessoa sentir-se muito querida.

Espontânea filha de São Francisco, em vida,
desejou sempre amar mais do que ser amada.
Mesmo nos momentos de grandes dores
sua mente se voltava para os seus amores:
seus filhos, netos, bisnetos e seus sobrinhos.

Nunca esquecidos, lembrados em seus sonhos
entrelaçados na força de seu imenso afeto,
seu espírito generoso nos segue por perto,
irradiando a força do seu coração.
Viver com ela foi uma grande benção.

Hoje, Tia Yvonne não saiu de cena apenas.
Como disse sua neta Marina,
livre das dores descansou serena.
Para todos nós, sua vida, suas estórias,
estarão permanentes em nossas memórias.

"Serena, serena, serena,
Tia Yvonne, no céu, nos acena."

Sérgio Gadelha Pinheiro

 

Página formatada em 17 de janeiro de 2014

 

 

 

VOLTAR

 

 

 

 

 

 

 

 

Envie esta página para:

Digite o seu e-mail

Coloque seu nome

E-mail de quem a receberá

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

de à Tia Yvonne