PIQUETE - CIDADE PAISAGEM
História

Hospital da Fábrica Presidente Vargas


Antigo emblema do Hospital da FPV, ainda encontrado em seu frontispício.
Foto de Lety


Prédio do antigo Hospital da Fábrica Presidente Vargas, inaugurado em agosto de 1937,
durante a gestão Gomes Carneiro.  Na foto de 1942, vemos o Dr. Tiburcio ladeado por seus colaboradores.
Imagem escaneada do Jornal "O Estafeta".

O Antigo Hospital da FPV

Foi durante a administração do Cel. Gomes Carneiro, quando à frente da Fábrica de Pólvoras e Explosivos de Piquete (1935 - 1940), que um amplo projeto social voltado para o operariado teve início e acabou por transformar a cidade. Esse trabalho beneficiou não somente os operários e seus familiares, mas estendeu-se, indiretamente, a todos os munícipes. Piquete deve muito a esse cidadão, que planejou e executou inúmeras obras sonhadas pelo operariado, que lhe proporcionaram um salto na qualidade de vida. Muitas dessas obras, cuja necessidade premente não admitia contemporizações, foram corajosamente iniciadas logo no início de sua gestão. Por aquela época, havia o grave problema de falta de moradia na cidade. Gomes Carneiro deu início à construção de casas para oficiais, funcionários e operários, cassino e cinema para oficiais, restauração e ampliação de diversas oficinas fabris, estação telegráfica com residência para o telegrafista, açougue, oficinas de estamparia, Grupo Escolar da Fábrica, arquibancadas do "Stadium" do Estrela, calçamento de ruas, pontes sobre o rio Benfica e a construção da igreja de São José - quase toda uma obra da Fábrica e seus operários. Outro projeto de vulto por ele iniciado foi na área da Educação - no dia 19 de novembro de 1939 foi criado o "Patronato da Fábrica de Piquete", destinado a manter sob proteção os filhos dos operários com idade entre 14 e 18 anos. A eles ministrava-se instrução profissional, moral e física. Essa iniciativa foi o embrião da futura Escola Industrial e da bem sucedida experiência educacional ocorrida em Piquete nas décadas subseqüentes. No setor da saúde, Gomes Carneiro promoveu mudanças substanciais. Junto com o Cap. Médico, Frederico Eisenholn, elaborou uma série de medidas visando a promover a saúde do operariado, visto ser a organização da Medicina do Trabalho a pedra angular da indústria moderna e a proteção médico-psicológica do trabalhador garantia do rendimento da produção fabril e a base da prevenção de acidentes. Assim, deu início à construção de um Hospital Farmácia, localizado numa elevação à margem esquerda do rio Sertão, com a frente voltada para a Vila da Estrela. A obra foi considerada arrojada para a época. Após vencer toda série de dificuldades, foi inaugurada em 25 de agosto de 1937. O evento contou com a presença do Cel. Gomes Carneiro, oficiais, operários da Fábrica e da população piquetense, que, entusiasticamente, aplaudiu a inauguração. Após os discursos e agradecimentos, as autoridades visitaram o novo hospital, que foi benzido pelo Padre Osvaldo Bindão.


Antigo Hospital da FPV, onde atualmente funciona o Fórum de Piquete
Foto de Lety

O prédio abrigava quatro enfermarias com onze leitos, consultórios de clínica médica, clínica ginecológica, salas de raio X, de curativos e de esterilização, e copa e cozinha. Em julho de 1939, quando de sua visita à Fábrica, o Presidente Getúlio Vargas conheceu o Hospital, percorrendo suas dependências acompanhado pelo seu Diretor, Dr. Einsenholn, que lhe expôs o programa de ampliação do Setor de Saúde da Fábrica. Em fevereiro de 1944, foram iniciadas as obras de um novo hospital, maior e mais equipado. Enquanto este era construído, foi inaugurada, em 21 de abril de 1947, no antigo hospital, uma sala de cirurgia. Essa obra foi fruto do trabalho dos cirurgiões José Otávio Lobo e Agnaldo Cleto Antunes. Em 28 de agosto de 1948, com a presença do Presidente da República, Gen. Eurico Gaspar Dutra; do Governador do Estado, Adhemar de Barros e diversas outras autoridades, foi inaugurado o novo Hospital da FPV e o antigo prédio passou a abrigar, provisoriamente, a maternidade. Mais tarde, nele foi instalada uma bem equipada farmácia. Atualmente, abriga o Fórum de Piquete. Muitos piquetenses ainda se lembram das diversas funções que aquele antigo prédio abrigou. Reverentes, recordam-se dos funcionários, dos médicos Tibúrcio, Frederico, Lobo e Agnaldo Antunes, dos enfermeiros José Viana e Dario Lacerda, Luiz Marcolino e Montenegro, do radiologista Raimundo Galvão, de Zé do Vale e tantos outros.

Texto publicado no Jornal "O Estafeta"  - agosto de 2004


Atual Fórum de Piquete
Foto de Lety

Sobre o Hospital da FPV

Constituiu, sem dúvida, acontecimento digno de nota a inauguração do novo Hospital, construído pela Fábrica, na manhã do dia 28 de agosto de 1948. O ato inaugural foi presidido pelo Presidente da República General Eurico Gaspar Dutra, por Ministros de Estado e autoridades civis e militares especialmente convidadas. Coube à fecunda administração do General Waldemar Brito de Aquino concretizar a idéia da construção do Hospital, concebido pelo espírito altruístico do Dr Frederico Eisenholn, em 1941, quando chefe do Serviço de Saúde da FPV, elaborado em 1942 e aprovado pela Diretoria de Engenharia em 25-11-1943. O projeto da obra e a responsabilidade pela sua execução foram do Ten. Cel. José Pompeu Monte. O início da construção deu-se a 04-02-1944 e apesar das dificuldade principalmente de ordem financeira, a FPV , não media esforços para a construção de um estabelecimento hospitalar à altura de suas reais necessidades. Para um estabelecimento fabril onde trabalhavam mais de 2500 homens sujeitos a riscos constantes, devido à natureza da indústria e insalubridade do ambiente, sediado numa cidade desprovida de recursos, com uma população de cerca de 10 mil almas, na maioria famílias operárias uma assistência médica e hospitalar eficiente tornou-se necessária.


Atual Hospital de Piquete
Foto de Lety

O novo hospital, de dois pavimentos, ocupava uma área total de cerca de 1790 m. O pavimento superior, com capacidade para 60 leitos, possuía instalações como centro cirúrgico, aparelhos de anestesia por gases, aparelhos completos de esterilização, etc. No inferior funcionava o ambulatório, com serviço de RX, laboratório, cozinha e tudo o que de mais moderno existia na época. A construção foi orçada em Cr$ 2.700.000,00. Ao longo do tempo o hospital cumpriu sua função social, foi modelo de eficiência no atendimento médico à população. Nesta ocasião não podemos deixar de citar alguns profissionais que, abnegados, dedicaram ou dedicam partes de suas vidas ao atendimento dos piquetenses: médicos: Dr. Otávio Tibúrcio, Dr. Frederico Eisenholn, Dr. Lobo, Dr. José Amoroso, Dr. Djalma, Dr. Wanderley, Dr. Messias, Dr. Rui, Dr. Mauro e Dr. Felipe; as Irmãs Salesianas Ir. Ema, Ir. Clara, Ir. Conceição; os paramédicos: José de Freitas Vale, Sgt. Pipa, Sgt.Edson Martinez, Sgt. Cruz, Maria José, Iracema Sene, Marta, Pereira, Zequinha, Margarida, Eugênia, Hugo e inúmeros outros que tão importantes serviços prestaram.


Agosto de 1965 - funcionários do Hospital da FPV.
Foto gentilmente cedida por Hugo Germano Dias

Ao rememorarmos os 50 anos de sua inauguração, nossos votos são de que ele possa voltar a oferecer uma assistência social digna e saúde para os piquetenses. Isso só será possível quando toda comunidade se conscientizar da importância do seu pleno funcionamento.

Artigo publicado no Jornal "O Estafeta"


Hugo Germano Dias, exemplo de profissional e dedicação ao Hospital da FPV,
sendo homenageado pelos colegas ao completar 70 anos de idade.

Continua

Voltar

 

 

 

 

 

| Home | Contato | Cantinho Infantil | Cantinho Musical | Imagens da Maux |
l
Recanto da Maux | Desenterrando Versos | História e Genealogia l
l
Um Herói nunca morre l Piquete - Cidade Paisagem l
MAUX HOME PAGE- designed by Maux
2003 Maux Home Page. Todos os direitos reservados. All rights reserved.