PIQUETE - CIDADE PAISAGEM
História

Sport Club Strella



Criado em 14 de dezembro de 1914, o "Sport Club Estrella" foi inaugurado oficialmente
com um grande acontecimento esportivo, no dia 7 de fevereiro de 1915, ocasião desta foto.
Foto escaneada do jornal "O Estafeta".

Em 1914 nascia o Sport Club Estrella

Memória viva na história de Piquete é o Esporte Clube Estrela. Sua origem remonta aos idos de 1914, quando aportou na Vila Vieira do Piquete e aqui ficou, proveniente do Rio de Janeiro, um moço aparentado com o Capitão lnácio de Alencastro Guimarães, oficial do Exército que servia na Fábrica de Pólvora sem Fumaça. O referido moço chamava-se Jorge Martins. Tinha o apelido de Coló e havia sido ponta-esquerda titular do Botafogo Futebol e Regatas do Rio de Janeiro. Trouxe em sua bagagem uma bola de futebol e com ela passou a arrebanhar alguns rapazes para um bate-bola num campinho à beira da linha do ramal férreo Lorena-Benfica, entre o rio Piquete e a casa da "Turma da conserva", que era alojamento dos funcionários da manutenção dos trilhos. Esse foi o embrião do surgimento do futebol em Piquete. O campo era um pasto mais ou menos plano pertencente ao Cel. Luiz Francisco Relvas. A novidade ganhou a atenção da rapaziada da cidade, que passou a assistir às peladas. Surgiu, então, a idéia de se criar um clube de futebol. Depois dos entendimentos preliminares e acatando o convite de Fernando Aquino, gerente da Estação Ferroviária Rodrigues Alves, marcou-se uma reunião no armazém daquela estação. Essa reunião aconteceu no dia 14 de dezembro de 1914 e teve como coordenador Jorge Martins que, em nome dos presentes, convidou Fernando Aquino para presidi-la. Este, de imediato, tomou posse, agradecendo a prova de confiança nele depositada. Após discussões e acertos, com anuência dos presentes, foi criado o Esporte Clube Estrela. O presidente e o secretário Jorge Martins, distribuíram aos sócios fundadores as cédulas para eleição da diretoria que deveria reger os destinos do clube no ano de 1915. Apurados os votos, confirmou-se como presidente o senhor Fernando Aquino. Para secretário, Ernâni Carpinetti. Para tesoureiro, Jacynto de Barros. E para capitão do time, Jorge Martins. Foi, então, convidado para fiscal de campo, Carlos Ribeiro Júnior e, por sugestão de Amélio Barbosa, foram escolhidas as cores preta e branca como oficiais do time. Jarbas Octaviano Araújo responsabilizou-se pela pintura das traves, bancando as despesas com as tintas e Carlos Ribeiro Júnior ofereceu ao Clube uma bola número 3. Ao final, o capitão do time avisou a todos que os "ensaios" (treinos) seriam às terças e quintas, aos sábados, domingos e feriados. Assinaram a ata 18 sócios fundadores. A partir da fundação do Esporte Clube Estrela, houve grande adesão de sócios ao clube. A maioria era constituída de operários da Fábrica de Pólvora. Cada vez, mais simpatizantes do novo esporte corriam até o gramado para assistir aos treinos e deles participar. Logo, alguns jogadores foram se destacando, mostrando grande habilidade com a bola, tornando-se verdadeiros craques. No dia 26 de janeiro de 1915, em assembléia geral extraordinária, foi proposta a inauguração do Clube para o próximo dia 7 de fevereiro. Formou-se uma comissão para arrecadar auxílio para a festa e várias outras, para organizar uma programação que foi divulgada na imprensa regional, organizar jogos e uma festa no Cassino da Estrela. A inauguração foi um grande acontecimento esportivo. Contou com a participação do operariado e de toda a sociedade piquetense que, a partir daí passou a torcer pelo esquadrão estrelino. Ao longo dos anos, o Esporte Clube Estrela revelou exímios craques: foram eles os responsáveis por grandes alegrias dos torcedores. Desse passado glorioso ficou o registro dos jogadores Guilherme e Carlos Alberto Jansen, Adriano e Alcides Villar, Arthur e Mário de Lima, Henrique Maziero, Mário Alves, Amélio Barbosa, Abel Teixeira, José Luiz Ferreira, Emídio Alves, Messias Ribeiro e vários outros que com destreza e dribles espetaculares contagiavam toda a torcida.


Time Campeão de 1948, com identificação à tinta de alguns dos seus componentes.
Foto enviada por Lety

Texto do Jornal "O Estafeta" - dezembro de 2004
Piquete, SP

 


Fotos do time na década de 60
Arquivo Mara Teixeira


Time do Estrela em 1959
Arquivo Leonardo Pereira

Voltar

| Home | Contato | Cantinho Infantil | Cantinho Musical | Imagens da Maux |
l
Recanto da Maux | Desenterrando Versos | História e Genealogia l
l
Um Herói nunca morre l Piquete - Cidade Paisagem l
MAUX HOME PAGE- designed by Maux
2003 Maux Home Page. Todos os direitos reservados. All rights reserved.