LITERATURA DE CORDEL



Cordel Rimando o Brasil
Cesar Obeid

Vou falar sobre essa pátria
Com meu verso mais gentil
Que recebe todo mundo
Pro Brasil dou nota mil
Misturando lá com cá
Vou rimar sobre o Brasil.

O Brasil é minha pátria
Terra onde eu nasci
Berço onde eu me criei
Onde tem mistura, eu vi
Misturar eu vou agora
Quibe assado com shushi.

Macarrão com o hamburguer
Tapioca com empada
Control Del com o delete
Fast food com buchada
Avenida com charrete
Vídeo game com estrada.

No Brasil sempre misturo
A viola e o violão
O ganzá com berimbau
Violino com canção
Eu misturo a capital
Com a vida do sertão.

Brasileiro é povo rico
Brasileiro é povo pobre
Mostra sempre a miséria
Mas a mesma sempre encobre
Misturando norte a sul
Tudo novo se descobre.

É Brasil cidade grande
É Brasil do coronel
É Brasil do shoping center
É Brasil sarapatel
É Brasil só da TV
É Brasil do meu cordel.

É Brasil contraditório
Avenida com favela
De criança barriguda
De criança magricela
De mendigo na calçada
Do ricaço da novela.

Mas é meu esse Brasil
É só nosso esse país
Minha vida e alegria
Nele sou sempre aprendiz
Quando eu digo assim: - Brasil!
O meu mundo é mais feliz.

Top30 Brasil - Vote neste site!
Concurso Top30 Brasil

Voltar

| Home | Contato | Cantinho Infantil | Cantinho Musical | Imagens da Maux |
l
Recanto da Maux | Desenterrando Versos | História e Genealogia l
l
Um Herói nunca morre l Piquete - Cidade Paisagem l
MAUX HOME PAGE- designed by Maux
2003 Maux Home Page. Todos os direitos reservados. All rights reserved

HostMídia - Hospedagem Profissional de Sites