FORÇA EXPEDICIONÁRIA BRASILEIRA


 

RAIMUNDO DA SILVA OLIVEIRA

 


Não tendo mais condições de desfilar no chão, Raimundo desfila com seus companheiros em um caminhão.
Fortaleza-Ceará

Raimundo da Silva Oliveira nasceu em Messejana, Ceará, no ano de 1920. Era filho de Francisco da Silva Oliveira e de Tereza Lúcia de Oliveira. De ascendência indígena, pertencia à tribo dos Taperas. Em 1942, o jovem  Raimundo foi convocado para a FEB e partiu para a Itália. Cumpriu com seu dever, sem nem mesmo entender o porque daquela luta e de tanto sofrimento. Ao retornar retomou sua estrada, arquivando a experiência de tudo que vivera na Itália. Trabalhou na Rede de Viação Cearense, casando-se com Maria Nazareth de Almeida, em 1946. Desse casamento nasceram 11 filhos que originaram 15 netos e uma bisneta. Com muito orgulho e ansioso, Pai Raimundo, como é carinhosamente chamado por seus familiares, aguarda o nascimento próximo da segunda bisneta. Com 88 anos de idade, muita lucidez e tranqüilidade espiritual, ele conta a sua história. 
Nas festividades de 07 de setembro, sempre que pode, Pai Raimundo desenterra seu gorro verde e, juntamente com seus amigos, desfila como ex-combatente da FEB, não deixando que seja apagada a lembrança de sua luta e da participação do nosso Brasil na Segunda Guerra. Devido a idade avançada, nossos pracinhas não conseguem mais marchar no chão, sendo conduzidos em carro aberto pelas ruas da cidade. Pai Raimundo, com a fortaleza do nordestino e a higidez do índio brasileiro, venceu suas batalhas todas, sendo hoje considerado um exemplo de vida para os que com ele convivem. 
Sua neta Aricely Oliveira da Silva, prestando-lhe uma homenagem através dessa página, escreveu:

"Aqui registramos tudo o que de bom sentimos em relação a você, Pai Raimundo. Seus filhos que muito lhe amam, desejam que permaneça ao nosso lado por muitos anos ainda e com muita paz. Que o amor de seus netos e bisnetos possa continuar mantendo a alegria de sua vida. Que o seu jardim de flores lindas e raras, seja ainda mais repleto de juventude e cor. Foi você, Pai Raimundo, que semeou esse jardim tão belo,  regou cada florinha, com sua ternura, dedicação e carinho. Agradecemos a Deus por nos ter dado a oportunidade desse encontro, permanecendo unidos, ao seu lado."

 

 

 

 

Um Herói nunca morre!

Simples História de um Homem Simples
As Origens
Força Expedicionária Brasileira
l
1 l 2 l 3 l 4 l 5 l 6 l 7 l 8 l 9 l 10 l 11 l 12 l 13 l 14 l 15 l 16 l 17 l 18 l 19 l 20 l
l
21 l 22 l 23 l 24 l 25 l 26 l 27 l 28 l 29 l 30 l 31 l 32 l 33 l 34 l 35 l 36 l 37 l 38 l 39 l 40 l
l 41 l 42 l 43 l 44 l 45 l 46 l 47 l 48 l 49 l 50 l
51 l 52 l 53 l 54 l
55 l 56 l 57 l 58 l 59 l 60 l
l
61 l 62 l 63 l 64 l 65 l 66 l 67 l 68 l 69 l 70 l 71 l 72 l 73 l 74 l 75 l 76 l 77 l 78 l 79 l 80 l
l
81 l 82 l 83 l 84 l 85 l 86 l 87 l 88 l 89 l 90 l 91 l 92 l 93 l 94 l 95 l 96 l 97 l 98 l 99 l 100 l
Homenagens aos Heróis
Saudade
A vida felizmente pode continuar... 

 

 

 

Voltar

| Home | Contato | Cantinho Infantil | Cantinho Musical | Imagens da Maux |
l
Recanto da Maux | Desenterrando Versos | História e Genealogia l
l
Um Herói nunca morre l Piquete - Cidade Paisagem l
MAUX HOME PAGE- designed by Maux
2003 Maux Home Page. Todos os direitos reservados. All rights reserved.